HISTORIAL da EMPRESA

Em 1966, percorria-se o país e já se avistavam bastantes povoamentos de eucaliptos plantados por empresas ligadas à indústria de papel que exploravam a madeira destas árvores como matéria-prima da sua actividade. Quando estas árvores eram abatidas, os seus proprietários recolhiam a madeira, deixando no chão uma quantidade enorme de ramos e folhas que não eram aproveitados e que, para além do desperdício que representavam, eram também uma fonte de combustão acelerada no caso de um eventual incêndio. Era um facto conhecido que estas folhas escondiam no seu interior uma substância valiosa, muito utilizada nas indústrias farmacêutica, de perfumaria e cosmética. Esta substância, denominada de Cineol, podia ser extraída por destilação após selecção e tratamento das folhas, obtendo-se assim o óleo essencial de eucalipto.

Foi a conjugação destes factos que deu o impulso necessário à criação da nossa empresa que se propôs colocar-se ao serviço da segurança das plantações de eucalipto, limpando-as e ao mesmo tempo aproveitando uma matéria-prima que seria bastante valiosa, se devidamente explorada. Foi então necessário realizar alguns acordos com os exploradores de madeira e investir na construção de vários postos locais de destilação, espalhados pelas províncias do Ribatejo e Alentejo, em zonas onde estas árvores eram mais abundantes, de forma a minimizar os custos com o transporte da matéria-prima. Paralelamente foi construída a sede da empresa no concelho do Seixal, onde se instalou a maquinaria necessária à rectificação e purificação do óleo essencial bruto obtido nos postos já referidos.

A procura de óleo essencial de eucalipto era grande nessa época, o que fez com que a Socidestilda atingisse rapidamente uma produção de cerca de quatrocentas toneladas por ano, ocupando assim o seu espaço na carteira de fornecedores dos maiores importadores mundiais desta matéria-prima.

A produção de derivados de eucalipto representou durante muitos anos a maior actividade da empresa mas esta não se confinou apenas a uma única linha de produção. Desde o início da década de setenta até aos dias de hoje, contamos com uma linha de aromáticos sintéticos que são fabricados a partir da essência de terebentina, fornecida por várias empresas portuguesas da especialidade. Estes produtos são absorvidos na sua grande maioria por empresas especializadas na produção de tintas, detergentes, perfumes, etc., situadas em vários pontos do Globo.

É inegável que Portugal beneficia de um clima propício ao crescimento espontâneo de uma enorme variedade de plantas aromáticas e medicinais. Foi este o motivo que nos levou, ainda durante a década de setenta, a desenvolver uma nova actividade dedicada à recolha e preparação destas plantas, alargando o comércio das mesmas a toda a Europa, Estados Unidos, América Latina e Japão.

Em 1992, sendo a Socidestilda proprietária de uma herdade com 210 hectares situada no concelho de Vendas Novas, num local privilegiado por estar longe de qualquer fonte de poluição, dispunha também de uma equipa experiente no âmbito da agricultura convencional e silvicultura. Pouco faltava para honrar as sugestões de alguns dos nossos clientes no sentido de acompanharmos as novas tendências ecológicas, então em franco crescimento em toda a Europa, e darmos início à cultura de plantas em modo de produção biológico.

Hoje estamos presentes neste mercado com uma vasta gama de plantas e alguns óleos essenciais e hidrolatos extraídos das mesmas, sempre por destilação a vapor de água e sem qualquer aditivo.